num mundo novo

não é sobre me achar fraca por desistir das coisas, nem sobre me achar equivocada sobre mudar de ideia o tempo todo. também não tem nada a ver com aqueles momentos em que eu me sinto muito feliz ou muito triste, e acho que o sentimento está absolutamente inadequado.

de repente me dei conta que 90% de todo meu sofrimento na vida não diz respeito ao que de fato eu estou sentindo, mas à força absurda que eu estou fazendo pra não senti-los. em algum lugar de mim existe um maravilhoso manual de instruções que normatizam racionalmente coisas que não tem absolutamente nada de racional. e o quanto isso me cansa, me machuca e me desgasta faz com que eu esteja eternamente do lado ruim da minha vida, porque estou escolhendo ficar desse lado.

é sobre aprender que todos os sentimentos são válidos, todos são normais e que todos passam. é sobre sentir tristeza, felicidade, raiva, angústia, ansiedade, alegria e lembrar que everybody else também pode sentir qualquer uma dessas coisas, e ter seu próprio tempo pra lidar, superar ou guardar. 

também é sobre overthinking, overfeeling e overcomplicating.
só quero ter a sorte de ter uma vida simples.

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to num mundo novo

  1. Pingback: Coisas boas da semana | Memórias da Pedra do Sapato

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s