Monthly Archives: November 2004

não que não sejam de verdade, mas se você for parar pra pensar, as vezes a impressão que dá é que as pessoas da tv não existem. e eu vou demorar uns dias até perceber que ninguém é abduzido pra … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

meu primeiro dia na produção da tv nacional pode ser resumido em: a íncrivel arte de não fazer nada. e é difícil fazer as pessoas entenderem que eu tenho mais de 18. e mais difícil ainda fazer com que elas … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

sou capaz de jurar que um elefante acabou de passar pela minha janela. voador, provavelmente, pois nono andar é para poucos, bem poucos elefantes. não uso drogas mas escuto hooverphonic, o que, na prática, deve ser mais ou menos a … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

sanguinho, açaí, sorvete, iogurte, gelatina e pomada. AGAIN.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

inicialmente eu queria ir pra agência. porque o que eu quero pra sempre é escrever, e sei lá, de repente ajudaria em alguma coisa. com o passar dos meses – sim, meses – eu percebi que aquele lugar me irritava, … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

já disse mil vezes e repito: eu vou para a unb, mas não faço parte de lá. não convivo com as pessoas, não participo de nada e não descobri, até hoje, o que um bacharel em letras inglês faz. inclusive … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

chegamos a um consenso de que eu não vivo, eu existo. não fiquei feliz com isso, confesso. será que eu não podia ter feito veterinária? e o que teria sido de mim se eu não tivesse desistido do ITA faltando … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment