arracaria os olhos sem dó. usaria especialmente o dedo número 4 da mão esquerda, que está com a unha quebrada. depilaria o sovaco sem nenhuma compaixão. amassaria os ovos sem piedade alguma. enfiaria um garfo na orelha, balançaria o sininho da garganta com uma escumadeira. empalaria o filho da codorna vesga e depois penduraria em um tronco, praça pública.

ódio no coração? eu? onde? está vendo coisas?

só acho que um funcionário da faculdade não tinha porquê não me deixar entrar na sala de informática quentinha meia hora antes de a professora chegar. simplesmente bateu com a porta na minha cara e eu fiquei lá, congelando aos 8 graus matinais e o frio cortante que me atravessava pelo jeans. as pontas dos meus dedos estavam tão insensíveis que eu perdi a capacidade de virar as folhas do garcia-marquez.

o que me consola é saber que ele vai ser pra sempre um tiozinho da informática.

esqueci de dizer lá em cima que lixaria os dentes. tortura sem lixar dente não tem a m-e-n-o-r graça. =/

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s