Monthly Archives: March 2004

enquanto ela está lá, a duas horas e meia de paris, eu, na melhor de TODAS AS HIPÓTESES POSSÍVEIS, estou a duas horas e meia de algumas dessas cidadezinhas onde as pessoas comem pequi e acham que são felizes. Advertisements

Posted in Uncategorized | Leave a comment

de fato, descobri que não há presente nenhum no mundo que possa retribuir a alegria que você me dá todo dia.

Posted in Uncategorized | Leave a comment

tenho feito muita força para descobrir o que é pior: acordar cedo, ficar de pé dentro do metrô e depois ser cozida dentro do ônibus por meia hora ou, então, acordar meia hora mais tarde e dirigir por 40 minutos … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

num surto desses de passado remoto, lembrei dois motivos essenciais do meu ódio natural por mulheres. tinha uns 12 anos, cursava sexta ou sétima série e andava com duas meninas que preenchiam os seguintes requisitos: – faziam de conta que … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

você veio aqui porque está procurando o que ler, certo? pois estamos num impasse. eu vim até aqui procurando o que escrever. e se eu falo das faculdades, ele reclama. e se eu brinco de auto-depreciação, ela e ele reclamam. … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment

descobri que quem não tem o que escrever, coloca música. vocês querem música?

Posted in Uncategorized | Leave a comment

daí que eu vou botar uma letra COM SERIFA aqui e vocês não vão conseguir ler naa porque a serifa TREME atrapalhando a legibilidade. ¬¬ e eu quero que a serifa se exploda, que a legibilidade morra e que o … Continue reading

Posted in Uncategorized | Leave a comment